Sofrimento e "Dureza Mental" (parte 3)

  • por Brian Chontosh

  • traduzido por Yamande Almeida

...
Caracterizando 'determinação' no contexto da dureza mental - uma teimosia condicionada a recusar a fraqueza.
...

Cada um de nós tem fraquezas. Todos nós ficamos fracos durante momentos de dificuldade. Determinação não diz respeito a você não ter permissão para esses momentos, mas exige que você tenha intencionalidade para recusá-los. E seu caráter determinará por quanto tempo.
...

Eu testemunhei indivíduos que falecem psicologicamente porque tem uma dificuldade na mão que estava além de sua capacidade de lidar com ela. Eles pararam, tornando-se zumbis durante a experiência e apenas sobreviveram. A tarefa em questão explorou uma fraqueza além de sua teimosia em recusá-la. Eles podem crescer e desenvolver ou não podem; não há direito a um processo de crescimento apenas porque sobreviveram ao evento.
...

Eu desisti de coisas muito aquém das dificuldades foram do comum. Não é uma coisa fácil de dizer, mas é verdade. Eu me recuso a sugerir que eu tenha sofrido para tornar esse fato mais fácil de lidar ou me isentar de uma obrigação de ser melhor. Eu nunca sofri.
...

Determinação, nesse contexto, desenvolve-se através do envolvimento com circunstâncias e uma autêntica lembrança de eventos. Não é tanto sobre algo físico, mas sim psicológico. É através da reflexão e do significado, através do compromisso com o melhoramento pessoal. A este respeito, posso discordar agressivamente de "Once a quitter, always a quitter" (Uma vez um desistente, sempre um desistente), algo que eu considerava inviolável. Era um mantra adolescente que me compeliu. Eu amadureci; Mais forte por ter desistido e consumido com dissolver fraquezas associadas.
...

Vou continuar preservando a palavra sofrimento; evitando-a por respeito para aqueles que realmente sofreram. Ainda mais, recuso-me a permitir que ele se torne um ponto de auto piedade ou uma tentativa de racionalizar fraquezas na minha 'determinação'."
...

Ver: (parte 1), (parte 2)

Sobre o autor

Brian Chontosh

O major Brian R. Chontosh (nascido em 1974 em Rochester, Nova York) é um oficial da Marinha dos Estados Unidos, que foi premiado com a Cruz da Marinha por suas ações heróicas durante a Invasão do Iraque de 2003. Na época, ele era um líder de pelotão para a Companhia de Armas, 3º Batalhão, 5º Marines, 1ª Divisão da Marinha. Brian Chontosh ficou em 2º Lugar no Regional do Sul da California no CrossFit Games de 2009. Atualmente ele trabalha no CrossFit Training Seminar Staff.